ApostaReal News

ApostaReal News

Análises Esportivas Futebol Mundial de Clubes 2023 Palpites e Análises

Conheça os Times no Mundial de Clubes 2023

O Mundial de Clubes 2023 será realizado na Arábia Saudita entre os dias 12 e 22 de dezembro.

Chegou aquela altura do ano em que os campeões continentais de todo o mundo se juntam num torneio em busca do título: o Mundial de Clubes 2023. Mas, quais são esses clubes? Onde se disputa? Quando são os jogos? Essas questões serão todas respondidas neste artigo.

Na edição de 2023, a 20ª, a competição será realizada na Arábia Saudita entre os dias 12 e 22 de dezembro. O mundial realiza-se na Arábia Saudita, mais precisamente, na cidade de Jeddah, a cerca de 950km de Riade, capital do país. Serão utilizados 2 estádios: o King Abdullah Sports City, estádio com capacidade para 62.000 espectadores, e o Prince Abdullah Al-Faisal Sports City, com capacidade para 27.000 espectadores.

Quanto aos clubes qualificados, o lote foi preenchido por Manchester City (UEFA), Fluminense (CONMEBOL), Al Ahly (CAF), Urawa Red Diamonds (AFC), Club Léon (CONCACAF), Auckland City (OFC) e Al-Itthiad (clube do país anfitrião). Vem com a gente que vamos estar comentando um pouco sobre cada um desses times.

Fluminense (Brasil)

Classificado para o Mundial de Clubes de 2023 pela primeira vez, o Fluminense já conhece o caminho que terá de percorrer rumo ao título inédito. Quatro vezes campeão brasileiro e 33 vezes campeão carioca, o Fluminense sagrou-se campeão da Libertadores pela primeira vez em 2023 com uma campanha histórica.

Justamente por esta ter sido sua primeira conquista continental, o Tricolor carioca ainda não participou de nenhum Mundial de Clubes. Por outro lado, o flu tem no seu elenco um dos maiores vencedores do torneio: Marcelo. Revelado nas categorias de base do Fluminense, o lateral-esquerdo foi quatro vezes campeão mundial pelo Real Madrid nas edições de 2014, 2016, 2017 e 2018.

Os relacionados do fluminense são:

Goleiros: Fábio, Pedro Rangel e Vitor Eudes.
Defensores: Nino, Felipe Melo, Marlon, David Braz, Samuel Xavier, Guga, Marcelo e Diogo Barbosa.
Meias: André, Martinelli, Alexsander, Lima, Thiago Santos, Paulo Henrique Ganso, Jhon Arias e Daniel.
Atacantes: Germán Cano, John Kennedy, Keno e Yony González;

Manchester City (Inglaterra)

Classificado para o Mundial de Clubes de futebol masculino pela primeira vez em sua história, o Manchester City já tem o caminho traçado para conquistar o inédito caneco. A equipe comandada por Pep Guardiola estreia no dia 19 de dezembro diante do vencedor do confronto entre León, do México, e Urawa Red Diamonds, do Japão.
Tricampeão inglês, o Manchester City conquistou o inédito título da UEFA Champions League 2022/23 e, por isso, garantiu presença no Mundial de Clubes 2023.

Os relacionados do Manchester City são:

Goleiros: Ederson, Ortega e Carson
Defensores: Walker, Ruben Dias, Stones, Aké, Sergio Gomez, Gvardiol, Akanji e Lewis Rico
Meias: Kalvin Phillips, Kovacic, Rodri, De Bruyne, Bernardo Silva, Matheus Nunes e Oscar Bobb
Atacantes: Haaland, Grealish, Doku, Álvarez e Foden

Al Ahly (Egito)

O Al Ahly volta a um palco onde está habituado a estar. É a 9ª participação do clube egípcio na competição. São 11 títulos da Liga dos Campeões da África e cinco vices. As conquistas continentais começaram na década de 1980, mas o domínio e confirmação como potência africana veio neste século. Foram 13 finais da competição de clubes mais importante do continente de 2001 para cá, com nove conquistas. Na mais recente, se vingou do segundo lugar em 2022 e venceu a revanche contra o Wydad Casablanca. A equipe tem entrada garantida nas quartas de final da competição.

Os relacionados do Al Ahly são:

Goleiros: Mohamed El Shenawy, Mostafa Shobeir, e Hamza Alaa.
Defensores: Ali Maaloul, Karim Al-Dabis, Mohamed Abdel Moneim, Yasser Ibrahim, Rami Rabia, Mohamed Hani, Khaled Abdel Fattah, e Akram Tawfiq.
Meias: Amr Al-Soulia, Aliou Dieng, Emam Ashour, Marawan Attia, Ahmed Nabil Koka, Taher Mohamed Taher, Hussein Al-Shahat, Mohamed Magdy Afsha, e Karim Fouad.
Atacantes: Mahmoud Kahraba, Percy Tau, and Anthony Modeste

Al-Ittihad (Arábia Saudita)

O Al-Ittihad tem nove títulos e é o segundo maior vencedor do Campeonato Saudita, empatado com o Al-Nassr e atrás do maior rival Al-Hilal. Já no cenário continental, são duas conquistas da Champions League da Ásia e um vice. A última vez que levantou a taça do principal torneio asiático de clubes, no entanto, foi em 2005, quando sagrou-se bicampeão consecutivo.

A atual fase do Al-Ittihad não é das melhores. A equipe aurinegra até está classificada para as quartas de final da Copa do Rei da Arábia Saudita e se classificou em primeiro lugar no Grupo C para as oitavas de final da Champions League Asiática, mas tem oscilado bastante no Campeonato Saudita, atualmente ocupando a quinta colocação. Mesmo assim, é amplo favorito na estreia contra o Auckland City e é esperado ao menos entre os quatro primeiros colocados pelo elenco que tem.

Os relacionados do Al-Ittihad são:

Goleiros: Marcelo Grohe, Abdullah Almayouf e Osama Almermesh
Defensores: Omar Hawsawi, Luiz Felipe, Zakaria Hawsawi, Muhannad Alshanqiti, Hassan Kadesh, Ahmed Hegazy, Ahmed Bamasud e Madallah Alolayan
Meias : Sultan Alfarhan, Kanté, Fabinho, Igor Coronado, Jota, Faisal Alghamdi, Marwan Alsahafi, Abulrahman Alobud, Saleh Aljaman Alamari
Atacantes: Benzema, Romarinho e Hamdallah Abderrazak

Auckland City (Nova Zelândia)

O Auckland City é disparadamente o maior campeão da Liga dos Campeões da Oceania. Fundado em 2004, o clube neozelandês faturou 11 das 16 edições passadas do torneio mais importante de seu continente, incluindo as últimas duas. Para se ter uma ideia do domínio, o segundo time com mais títulos é o Waitakere United, também da Nova Zelândia, com duas taças.

A dominância, no entanto, restringe-se ao futebol local, já que o nível da Oceania é o mais baixo dentre o de todos os continentes que possuem federações filiadas à Fifa. O Auckland City é até então o clube com mais participações no Mundial de Clubes, vai disputar a competição pela 11ª vez, mas só passou da primeira fase em duas ocasiões.

Os relacionados do Auckland City são:

Goleiros: Conor Tracey, Sebastian Ciganda e Joe Wallis
Defensores : Mario Ilich, Adam Mitchell, Christian Gray, Adam Bell, Regont Murati, Nathan Lobo, Jordan Vale e Alfie Rogers
Meias : Timothy Boulet, Cameron Howieson, Gerrard Carriga, Aidan Carey, Tong Zhou e Michael den Heijer
Atacantes: Angus Kilkolly, Dylan Manickum, Ryan De Vries, Liam Gillion e Emiliano Tade

León (México)

Pela primeira vez em sua história, o Léon conquistou a Champions League da Concacaf em 2023. Em suas quatro participações anteriores, o clube mexicano nunca havia passado das quartas de final da Conca champions, mas teve grande desempenho na edição passada do torneio e faturou o título inédito. Assim como o Fluminense, fará sua estreia no Mundial de Clubes.

Os relacionados do León são:

Goleiros: Alfonso Blanco, Oscar García e Rodolfo Cota
Defensores: William Tesillo, Ivan Moreno, Jaine Barreiro, Adonis Frias, Osvaldo Rodríguez, Paul Bellon e Oscar Villa
Meias: Fidel Ambriz, Ivan Rodríguez, Elias Hernández, Angel Mena, Omar Fernández, Borja Sánchez, José Ramírez e Lucas Romero
Atacantes: Brian Rubio, Nico López, Federico Viñas, PLátano e Sebastián Santos

Urawa Reds (Japão)

O Urawa Red Diamonds é o atual campeão da Champions League da Ásia. Foi a terceira vez que os Diabos Vermelhos venceram a competição de clubes mais importante de seu continente, feito que os colocou em segundo lugar na lista de maiores campeões, empatados com o sul-coreano Pohang Steelers.

Os relacionados do Urawa Reds City são:

Goleiros: Shusaku Nishikawa, Haruki Komori, Shun Yoshida, e Ayumi Niekawa
Defensores: Takuya Ogiwara, Hiroki Sakai, Alexander Scholz, Marius Hoibraten, Takuya Iwanami, Kazuaki Mawatari, Ayumu Ohata, Tetsuya Chinen, e Yuta Miyamoto.
Meia: Kaito Yasui, Yuichi Hirano, Shoya Nakajima, Yoshio Koizumi, Takahiro Sekine, Jumpei Hayakawa, Yota Horiuchi, Ken Iwao, Tomoaki Okubo, Ekanit Panya, Takahiro Akimoto, e Atsuki Ito.
atacantes: Alex Schalk, Shinzo Koroki, Hiroki Abe, Bryan Linssen, Toshiki Takahashi, e José Kante.

Levi Moraes
About Author

Levi Moraes